segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Costumes de berço

Comecei a me preocupar muito por conta da organização e limpeza da casa. 

Muito mesmo. Neurótica.

Ficava exausta, aborrecida e mau humorada por causa de tantos afazeres e tão pouco tempo para executa-los.

Nunca na casa da mamãe, ficou sem limpar ou desorganizada. Tudo era feito, todos os dias. Não tinha essa de hoje limpa aqui e amanhã, ali. Era tudo limpo todos os dias! É meu costume, minha educação e de onde eu vim. Como poderia achar que diferente também estava certo!?

Meu nível de exigência estava muito alto e comecei a entender que ou desacelerava ou não ia funcionar. Estava muito estressada, minhas mãos tão ressecadas que até doíam. Lavar roupa, tirar pó, varrer, passar pano e lavar os banheiros, todos os dias. De jogar água e tudo!

A louça nunca ficou na pia, isso nunca deixei.  Amém!

Lavava roupa dia sim, dia não, assim como outras limpezas da casa. Os banheiros também estipulei dia para lavar ao invés de todo dia afinal, passava o dia fora trabalhando e chegava lavando o banheiro para no dia seguinte, passar o dia no trabalho de novo. Estava sujo realmente?

Conversando com um vizinho, me acalmou saber que a casa dele não fica limpa todos os dias pois a região em que moramos venta muito, tem muita mata em volta e obras para todos os lados. O pó vem mesmo com tudo fechado e isso me enlouquecia. Não entendia como rapidamente tudo estava sujo de novo.


Achava que não sabia limpar direito e por isso não durava a limpeza. Tudo recorria ao Google e assim pesquisava sobre métodos de limpeza, organização e a seguir no Instagram várias donas de casa que davam dicas domésticas de todo tipo.







2 comentários: